Festival Sagarana

     O Festival Sagarana – Feito Rosa para o Sertão nasceu junto com o 1º Encontro dos Parceiros do Vale do Rio Urucuia, em 2008, ano do centenário de nascimento do escritor João Guimarães Rosa. Seu desenvolvimento e construção coletiva caminham pela troca e pelo compartilhamento de cultura, conhecimento e informação. Um esforço coletivo que busca auxiliar a percepção sobre a importância da proteção e conservação do Cerrado e suas veredas, fonte de sustentação socioambiental e cultural do povo geraizeiro do sertão roseano.

     Ao longo dos anos de realização anual na Vila de Sagarana, em Arinos (MG), o evento extrapolou a simples iniciativa de um encontro pelo desenvolvimento regional sustentável e ganhou repercussão nacional.

     Durante o Festival, Sagarana transfigura-se em um centro vivencial de trocas e experiências, integrando diferentes gerações e contextos sociais: jovens e anciões; populações geraizeiras e público urbano; pesquisadores, estudantes e mestres de tradição oral; fiandeiras, folias de reis e grupos de música e percussão contemporânea; agricultores familiares e aprendizes da agroecologia e permacultura; entre outras fusões. Toda essa gente se encontra e se reconhece em apresentações culturais, oficinas e diálogos, praça de alimentação com comidas típicas, caminhadas ecológicas e encontros espontâneos.

     Contextualização Social
A Bacia Hidrográfica do Rio Urucuia é um espaço marcado por grande contraditório social entre a cruel agropecuária empresarial e o grande número de assentamentos da reforma agrária e agricultores familiares tradicionais. A região é também marcada por manifestações culturais tradicionais, em especial as Folias de Reis, Fiação e Tecelagem. Nesse quadro de contradições, o Festival Sagarana transformou-se em um espaço catalisador de articulação da rede de colaboradores intersetoriais: organizações e movimentos sociais, pesquisadores, estudantes, artistas, ativistas socioambientais e culturais, governos estadual e federal, instituições de ensino e de pesquisa, organizações financiadoras, prefeituras, câmaras municipais, dentre outros.