A ROTA DOS QUILOMBOS DO CAMINHO DOS SERTÃO
A rota dos quilombos, que é um recorte local do Caminho, se abre com o portal já na saída do povoado de Serra das Araras onde se lê: MERGULHAR NO DESTINO DA COMUNIDADE, ASCENDER À COMUNIDADE DE DESTINO. A inversão e o embaralhamento dos referenciais, tão comuns na obra de Guimarães Rosa, propõem, neste uai-kai, um verdadeiro batismo no sertão, do ancestral ao contemporâneo, num só movimento: mergulhar de corpo e alma na cultura, tradição, paisagem e geografia do território das comunidades quilombolas, em suas relações parentais e de vizinhança e em seus métodos produtivos e extrativistas não invasivos e integrados à natureza. Tal mergulho é o caminho para a ascensão à noção de um destino compartilhado para a humanidade, em nossa morada comum – o planeta Terra. A TERRA, chão, palmilhada pelos caminhantes, é a constante que dialoga com os demais elementos constitutivos da experiência da travessia – ÁGUA, FOGO, AR, GENTE E AMBIENTE- numa “pura mistura” que abarca o abraço hospitaleiro dos seus moradores e da Mãe Terra.

Serra das Araras

Abrir bate-papo
O Caminho do Sertão
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?